Quando tinha 13 anos, ela era a menina mais bonita da turma. Agora ela tem 18 anos e você não vai acreditar nas fotos do abusos a que ela submeteu seu corpo.

dezembro 15, 2016  —  By

Margherita Barbieri tem apenas 18 anos, mas ela já viveu alguns altos e baixos. Felizmente ela está disposta a compartilhar sua experiência, na esperança de que possa ajudar outras pessoas que se encontram na mesma situação.

My ultimate dream to be a ninja (ballet leotard style) ?

A photo posted by Margherita Barbieri (@margibarbieri) on

Publicidade

Margherita, de Reading, na Inglaterra, aspirava ser uma bailarina. No entanto, seus estritos instrutores de dança lhe disseram que achavam que seu corpo curvilíneo era inadequado para o ballet. Eles disseram que ela tinha “coxas grossas”. Margherita ficou chateada e envergonhada com os comentários, então começou uma dieta restritiva para perder peso.

Margherita não queria que seu corpo atrapalhasse seus sonhos, então ela parou de comer até consumir apenas 140 calorias por dia. Ela também fazia jejuns regularmente, não comendo nada por dias. O corpo dela respondeu e ela perdeu metade de todo o seu peso em apenas 12 meses, indo de 50 kg para 25 kg. Ela admitiu que os comentários de sua professora a faziam odiar seu corpo. “Meu peso estava ótimo, mas eu não percebi isso na época. Eu estava determinada a me tornar uma dançarina melhor, então eu comecei a exagerar nos exercícios sem comer absolutamente nada. Eu comecei a gostar de punir o meu corpo e me apaixonei por me odiar.”

Rise up from your ashes. #recovery #anorexia #beatinganorexia

A photo posted by Margherita Barbieri (@margibarbieri) on

Margherita sofreu por anos com distúrbio alimentar (anorexia) até finalmente encontrar o caminho para romper esse ciclo. À medida que seus hábitos alimentares melhoravam, sua aparência e sua saúde de maneira geral também melhoraram. Ela fez uma lista dos 200 alimentos que ela “tinha medo” de comer devido ao seu alto índice calórico. A manteiga e o chocolate entraram para a lista. Pouco a pouco ela os reintroduziu em sua dieta, riscando da lista os alimentos que ela se permitia comer novamente. Seu peso foi subindo até ela retornar aos seus mais naturais 50 kg.

Margherita agora se sente mais saudável e bonita do que nunca. Nesse período ela cortou o ballet, se dando conta de que a prática não fazia bem ao seu corpo. Agora sua paixão é dançar em musicais, onde ela se sente muito mais tranquila. Margherita também tem muita presença nas redes sociais e aconselha quem a segue a “aprender a amar o seu corpo e a si mesmo, e a ter um bom relacionamento com a comida. A anorexia é uma doença poderosa que ameaça a sua vida. Eu tive muita sorte de ter escolhido me recuperar a tempo.”

Comentários infelizes sobre seu corpo desencadearam um pesadelo que atormentou Margherita por anos, mas felizmente ela conseguiu superar o distúrbio e retomar o controle de sua vida. Esta história de superar as vozes das críticas é um excelente lembrete para que você nunca deixe que alguém te defina.

Loading...